logo-mundo-de-parentalidade

validação / 5 POSTS ENCONTRADOS

Porque não tenho sucesso no meu trabalho?

por Márcia Carneiro
Por vezes perguntava-me porque não tinha mais sucesso naquilo que fazia, pelo menos em termos monetários. Era feliz a trabalhar com pais e verdadeiramente sentia que tinha muito para dar. Por muito que me custe a admitir (pelo menos às partes perfecionista e auto agressiva que existem em mim) sou boa no que faço e faço-o com paixão.

Venha descobrir porque somos prisioneiros das Redes Sociais

por Márcia Carneiro
Se há algo que as redes sociais me mostram é o quanto vivemos sozinhos. E o quanto perseguimos o sentimento de pertença sem nunca o verdadeiramente alcançar. Somos seres que precisam de outros seres para se sentirem vivos. Somos seres sociais, seres que precisam de calor humano como de ar para viver. Mas quantos o encontramos verdadeiramente?

A minha neurose

por Márcia Carneiro
Descobri porque escrevo. E jurei que não o ia fazer mais. Mas hoje abordaram-me na rua por causa do que partilho. E eu voltei a sentir vontade de o fazer. Recordei-me de porque o tenho feito. E finalmente entendi que a neurose que me leva a escrever cumpre o seu propósito e dá-me o que preciso. E agora que estou consciente disso talvez continue a escrever, ou talvez desista. A questão é que agora tenho escolha. Não sou prisioneira.

Quem sou eu se me amar e aceitar tal como sou?

Quem sou eu sem a validação dos outros? Quem seria eu se não estivesse tão dependente de validação externa? Não sei, ainda lá não cheguei. Primeiro tenho que me perguntar: “O que me impede de oferecer a mim própria amor e aceitação incondicionais? Qual é a história, a interpretação, a fantasia que bloqueia o meu caminho?”

Quem sou eu sem a validação dos outros?

por Márcia Carneiro
Um pensamento que me tem perturbado nos últimos tempos é: “Quem sou eu sem a validação dos outros? Quem seria eu se não estivesse tão dependente de validação externa?” Nunca antes me tinha apercebido do papel que a necessidade de validação desempenha na minha vida.