logo-mundo-de-parentalidade

Psicologia diferencial: a importância da singularidade humana

 

Quer procure uma consulta de Psicologia pela primeira vez, quer sinta que as terapias que já realizou não resultaram ou foram suficientes, não perca a esperança nem desista de atingir os seus objetivos de saúde mental, felicidade e bem-estar.

A Psicologia pode ser uma ciência recente, mas possui um rico passado, com imensas terapias diferentes para oferecer e inúmeras teorias sobre o desenvolvimento psicológico do ser humano.

Conhecer um pouco da sua história e dos seus principais movimentos pode fazer toda a diferença na hora de tentar entender-se a si próprio ou aos seus filhos.

As diversas escolas de Psicologia debruçaram-se sempre sobre a singularidade humana, mas no contexto da sua dedicação fundamental está a tarefa de identificar e estudar aspetos da mente e do comportamento comuns a todos os seres humanos.

Para os behavioristas, por exemplo, as personalidades diferentes eram resultado de condicionamentos diferentes. A psicanálise, por outro lado, descrevia as diferenças individuais como resultado de experiências passadas armazenadas no inconsciente e que eram únicas para cada individuo.

 

O surgimento da psicologia diferencial

Só nos finais do século XX é que a singularidade humana passou a ser o objeto de estudo principal, com o desenvolvimento da psicologia diferencial.

Os especialistas desta área procuraram identificar e medir os traços da personalidade e os fatores que conformavam a inteligência, examinando definições e medidas de normalidade e anormalidade.

Paralelamente tentaram perceber em que medida as diferenças individuais são o resultado de herança genética ou da interação com o meio.

 

Share this article

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *