logo-mundo-de-parentalidade

Sentimentos / 36 POSTS ENCONTRADOS

Para ti, Enfermeira e Enfermeiro, que cuidas dos outros… mesmo quando és tu quem precisa de cuidados

Este é um texto que há muito quer sair da minha mente. Já repararam em como as enfermeiras e enfermeiros são invisíveis? No entanto, as enfermeiras e enfermeiros é que muitas vezes cuidam de nós. E nós, como os tratamos?

Onde estão os teus limites?

por Márcia Carneiro
A questão crucial em cima da mesa, após a minha filha nascer e em todo o meu relacionamento, foi e é: “Onde estão os teus limites? Como os defines, defendes e comunicas? Onde estão as tuas fronteiras pessoais? És capaz de as implementar ou esperas que os outros as adivinhem?”

O que se passa com os nossos filhos?

Na atualidade muitos pais intuem que perderam o seu lugar, parece-lhes que não são capazes de educar os filhos, sentem-se impotentes e perdidos, sem qualquer influência, alojando indivíduos que já não conhecem e que nada têm a ver consigo ou com os descendentes que um dia sonharam ter. Mas qual é a solução?

Os Relacionamentos também possuem passado

A forma como compreendemos e encaramos os relacionamentos (seguros, perigosos, eternos, fugazes, relaxantes, stressantes) é uma aprendizagem há muito realizada, é uma memória intrínseca e, como tal, presente no nosso corpo como uma verdade absoluta, nunca questionada e, inconscientemente, mil vezes comprovada.

Beijos Especiais

por Márcia Carneiro
Quando a minha filha de 2 anos começou a cuspir eu encarei isso como uma ótima oportunidade de colocar em prática tudo o que eu andava a aprender sobre a Parentalidade Consciente. Não tinha nenhuma irritação, nenhum disparo para resolver. Podia passar diretamente à prática.

Os relacionamentos são intrinsecamente perturbadores

Eu e o meu companheiro há quase duas décadas que partilhamos uma vida em comum, mas o nosso percurso tem sido tudo menos convencional e em incontáveis momentos nada, mas mesmo nada fácil. Foi por isso que quando ouvi Bruce Tift dizer que “os relacionamentos são intrinsecamente perturbadores” senti um imenso alívio.