logo-mundo-de-parentalidade

Relacionamentos / 10 POSTS ENCONTRADOS

5 Livros para as mulheres entenderem os relacionamentos amorosos

por Márcia Carneiro
Este post foi concebido para ajudar todas as mulheres casadas, companheiras ou namoradas a perceberem melhor os seus parceiros, a si mesmas e as dinâmicas próprias dos relacionamentos amorosos. Assim, partilho alguns livros com os quais me identifico. Espero que desfrute desta lista e aproveite ao máximo cada uma das minhas recomendações.

O lado negro do Amor: entenda o desvinculo defensivo

Hoje quero falar da defesa instintiva que mais destrói lares e famílias. Do instinto de defesa que nos leva a deserdar filhos, a abandonar pais e até a assassinar cônjugues. Hoje quero abordar o lado negro do Amor. Hoje quero falar-vos do desvinculo defensivo, a defesa do desespero, a defesa que surge quando todas as outras falharam, a defesa que antecede a catástrofe quando não é compreendida e bem abordada.

Dicas para Pais: Como compreender o Egocentrismo do Adolescente

No dia-a-dia de um Pai quase nada é tão irritante como o egocentrismo do seu adolescente. É muito difícil perceber a aceitar que esse mesmo egocentrismo é não só normal como possui um papel essencial na maturação dos nossos filhos. E os pais, desesperados, irritados e assustados, perguntam-se: onde é que eu errei? Como fui capaz de criar um filho tão egoísta?

Porque nada faço quando tudo quero fazer?

Por vezes faço coisas de que não me orgulho. Ou melhor, a maioria das vezes sinto que peco pela inatividade. Quando um amigo ou familiar passam um mau bocado eu mantenho-me afastada, não movo uma palha para ajudar. Chocados? Indignados com tamanho egoísmo? Juntem-se ao clube. Eu certamente que o estou. Continue a ler para perceber.

Mãe desesperada, esposa revoltada, filha magoada: o mesmo desabafo!

por Márcia Carneiro
Eu sei que estou a exagerar. Eu sei que estou a agir como uma criança, como a criança que um dia fui e precisou de desenvolver estas estratégias, estas formas de atuar para sobreviver. Mas neste instante não há mindfulness que ajude, não há respiração ou mantras que impeçam o meu agir.

A importância de pedir ajuda e apoio: Lean On Me

Estávamos nos primeiros dias de 2013. No rádio escutava-se uma versão atualizada de “Lean On Me”. A minha prima debatia-se com a vida… e com a sua capacidade de pedir ajuda. Enviei-lhe um link desta música. Enquanto tivermos pessoas em quem nos apoiar nada é verdadeiramente invencível.

Onde estão os teus limites?

por Márcia Carneiro
A questão crucial em cima da mesa, após a minha filha nascer e em todo o meu relacionamento, foi e é: “Onde estão os teus limites? Como os defines, defendes e comunicas? Onde estão as tuas fronteiras pessoais? És capaz de as implementar ou esperas que os outros as adivinhem?”

Os Relacionamentos também possuem passado

A forma como compreendemos e encaramos os relacionamentos (seguros, perigosos, eternos, fugazes, relaxantes, stressantes) é uma aprendizagem há muito realizada, é uma memória intrínseca e, como tal, presente no nosso corpo como uma verdade absoluta, nunca questionada e, inconscientemente, mil vezes comprovada.

O que é que eu quero do meu companheiro?

Como é que alguém pode perceber o que eu preciso se eu não o pedir e informar? Como é que alguém há de me conseguir ver, escutar e compreender se eu não mostro o meu verdadeiro ser? E eu? Sou capaz de ver, escutar e compreender o meu companheiro? Estou a começar, a aprender, a sincronizar.

Os relacionamentos são intrinsecamente perturbadores

Eu e o meu companheiro há quase duas décadas que partilhamos uma vida em comum, mas o nosso percurso tem sido tudo menos convencional e em incontáveis momentos nada, mas mesmo nada fácil. Foi por isso que quando ouvi Bruce Tift dizer que “os relacionamentos são intrinsecamente perturbadores” senti um imenso alívio.