logo-mundo-de-parentalidade

Desenvolvimento / 29 POSTS ENCONTRADOS

Desabafo e crescimento em tempo da pandemia COVID-19

por Márcia Carneiro
Hoje, pela primeira vez na vida, desejei nunca ter nascido. Pela primeira vez na vida, desejei não ser mãe, não ser esposa, simplesmente nunca ter existido. E celebrei. Celebrei sentir tanta vida. No meio do meu choro compulsivo, agachada (escondida) aos pés do banco do passageiro num carro estacionado na garagem de casa (único sítio para onde fugir em tempo de COVID-19) celebrei o que antes nunca fora capaz de sentir.

Desejo de validação: crónica de uma morte anunciada

Há já algum tempo que sinto que um novo portal se abre debaixo dos meus pés. Um novo crescimento emocional requer que abandone mais uma pele. Desta vez o crescimento tem a ver com ser fiel a mim mesma e aos meus princípios, mesmo quando essa fidelidade não vai ser entendida ou até aceite pelos outros. E a pele que tenho que largar é o desejo de validação.

Como posso ajudar o meu filho com trauma?

por Márcia Carneiro
A maioria das crianças, para não dizer mesmo todas, experimentam situações traumáticas na sua existência, por muito amorosos, atenciosos e cuidadores que sejam os pais. E embora existam inúmeros profissionais capazes de ajudar os nossos filhos a lidar com o trauma, ninguém substitui os pais ou principais cuidadores como terapeutas principais.

Qual é o potencial de desenvolvimento humano passível de ser atingido por todos os seres humanos?

por Márcia Carneiro
Vivemos num tempo e cultura onde tudo é passível de ser ensinado, até a felicidade. Mas será que alguém precisa de aprender a ser feliz, resiliente ou até mesmo independente? Será que alguém precisa de aprender a viver em sociedade? Será que a natureza que criou a vida na Terra, com todos os seus mistérios e milagres, não se encarregou de dotar os seres humanos de tudo o que precisam para atingir o seu potencial de desenvolvimento humano?

Ensinar os filhos a respeitar os mais velhos. Porquê?

Vejo imensos pais, eu muitas vezes incluída, a grunhir para os filhos a frase “tens que aprender a respeitar os mais velhos”. E eu pergunto: Quem respeita os mais novos? Quem respeita a timidez natural e saudável de um ser humano em desenvolvimento quando se o obriga a dar um beijo que ele não quer dar?

Conheça agora 5 filmes notáveis recomendados para todas as mulheres

Neste artigo quero sobretudo celebrar o facto de cada mulher corresponder a um ser humano único e com desejos e necessidades próprios antes de ser mãe ou esposa. Considero essencial festejarmo-lo e não apenas relembramo-lo. Por isso partilho 5 filmes que têm sido essenciais ao meu crescimento e acredito que serão ao seu também.

Venha descobrir porque somos prisioneiros das Redes Sociais

por Márcia Carneiro
Se há algo que as redes sociais me mostram é o quanto vivemos sozinhos. E o quanto perseguimos o sentimento de pertença sem nunca o verdadeiramente alcançar. Somos seres que precisam de outros seres para se sentirem vivos. Somos seres sociais, seres que precisam de calor humano como de ar para viver. Mas quantos o encontramos verdadeiramente?

Dia e noite, luz e escuridão: São momentos. São complementos.

Há dias em que me sinto quebrada. Partida em mil pedaços e sem esperança de recuperação. E no crepúsculo sinto-me completa. Perfeita na minha essência e sem nada precisar de mudar. Dia e noite, luz e escuridão. Faces da mesma moeda. Partes do mesmo todo. Beleza e Emoção.