logo-mundo-de-parentalidade

Amor / 16 POSTS ENCONTRADOS

Amo-te Ana Sofia, amo-te como nunca pensei que fosse possível

por Márcia Carneiro
Engravidei a uma segunda-feira. Quando penso nisso surge na minha mente o refrão da canção dos U2 chamada “Sunday, Bloody Sunday”. E nem me apercebo que canto “Monday, Bloody Monday”. Pode parecer cruel ser assim que me recordo do momento de conceção da minha filha, do início do que é suposto ser a mais bela história de amor que uma mulher alguma vez pode experimentar.

O Poder da Prolactina: porque nunca me apeteceu atirar a minha filha pela janela?

por Márcia Carneiro
A razão pela qual eu nunca quis atirar a minha filha pela janela fora poderá ter sido bem simples. Poderá ter sido uma questão hormonal: o efeito da Prolactina, a hormona responsável pela produção de leite. Enquanto a mulher amamenta a Prolactina mantém-se alta, por isso, é também conhecida como a hormona da maternidade carinhosa, sendo responsável pelos instintos protetores maternais.

Venha descobrir porque somos prisioneiros das Redes Sociais

por Márcia Carneiro
Se há algo que as redes sociais me mostram é o quanto vivemos sozinhos. E o quanto perseguimos o sentimento de pertença sem nunca o verdadeiramente alcançar. Somos seres que precisam de outros seres para se sentirem vivos. Somos seres sociais, seres que precisam de calor humano como de ar para viver. Mas quantos o encontramos verdadeiramente?

5 Livros para as mulheres entenderem os relacionamentos amorosos

por Márcia Carneiro
Este post foi concebido para ajudar todas as mulheres casadas, companheiras ou namoradas a perceberem melhor os seus parceiros, a si mesmas e as dinâmicas próprias dos relacionamentos amorosos. Assim, partilho alguns livros com os quais me identifico. Espero que desfrute desta lista e aproveite ao máximo cada uma das minhas recomendações.

O lado negro do Amor: entenda o desvinculo defensivo

Hoje quero falar da defesa instintiva que mais destrói lares e famílias. Do instinto de defesa que nos leva a deserdar filhos, a abandonar pais e até a assassinar cônjugues. Hoje quero abordar o lado negro do Amor. Hoje quero falar-vos do desvinculo defensivo, a defesa do desespero, a defesa que surge quando todas as outras falharam, a defesa que antecede a catástrofe quando não é compreendida e bem abordada.

Qual é o verdadeiro significado do sofrimento? Para que serve?

por Márcia Carneiro
Acho que já todos bradamos um dia aos céus: porquê eu? Perante uma situação difícil, como a perda de algo ou alguém querido, é complicado não questionar qual a razão de ser do sofrimento. Porquê eu? Porquê a mim? O que fiz para merecer isto? Porquê é que isto me aconteceu? Neste texto faço uma reflexão sobre este tema. Confira!

Não amo mais o meu filho adotivo. E agora? O que fazer? Como agir?

por Márcia Carneiro
Costuma pensar-se que uma criança que cresce numa família disfuncional, ou até sem ela, prospera quando finalmente recebe o amor de pais atentos e dedicados. Não é necessariamente o caso. Por vezes o ódio domina, como se os pais adotivos fossem os responsáveis pelos seus anos de maus tratos. Se quer perceber mais sobre o amor ou desamor por um filho adotivo continue a ler.

Verdade da Vida: Porque quem ama tem medo de perder

por Márcia Carneiro
Este texto é para todos os pais e mães que possuem estrelas no céu: Filhos que nos foram roubados mesmo antes de os conhecermos. Porque um dia tivemos medo de perder. E perdemos. A mim custou-me um rio de suor não contar, manter segredo. Para depois ter que abrir o jogo quando mais doeu, quando tudo corria mal e não podia mais esconder o que se passava.

O que é o Amor para um bebé?

por Márcia Carneiro
Quem conhece o poder de ser incondicionalmente amado na sua infância e adolescência será um adulto feliz, resiliente, facilmente adaptável e capaz de atingir os seus sonhos ou deixá-los ir na mais pura paz, vivendo o instante presente com alegria e entusiasmo independentemente do que esteja a acontecer nesse mesmo momento.

Descubra porque A Vida é Bela é o filme que todos os pais deviam ver

por Márcia Carneiro
A Vida é Bela de Roberto Benigni é um filme de referência no mundo da parentalidade. Porquê? Porque constitui uma ode à vida e ao amor incondicional. E apresenta Guido (Roberto Benigni) como um pai que nos ensina o que realmente é estar à altura do que um filho precisa, sejam quais forem as circunstâncias ou contexto.