logo-mundo-de-parentalidade

O que é o Amor para um bebé?

Para um bebé ser amado é necessário estar em contacto com o seu cuidador através de um dos cinco sentidos de que a natureza nos dotou.

 

Nada é mais importante para a raça humana do que amar e ser amado. Quem já sentiu o poder de amar incondicionalmente alguém, ou receber esse mesmo amor, sabe bem o quanto tudo o resto perde a importância na preciosidade desse simples momento.

Sentirmo-nos amados é sentirmo-nos protegidos e seguros, mesmo no meio de um cenário de guerra.

Sentirmo-nos amados é sentirmo-nos cuidados e despreocupados, nem que seja por um segundo, mesmo quando não há comida na mesa nem teto sobre a nossa cabeça.

Sentirmo-nos amados é sentirmo-nos vivos, perfeitos tal como somos e capazes de realizar todos os nossos sonhos.

E a ciência há muito que nos provou que tal é a mais pura verdade:

Quem conhece o poder de ser incondicionalmente amado na sua infância e adolescência será um adulto feliz, resiliente, facilmente adaptável e capaz de atingir os seus sonhos ou deixá-los ir na mais pura paz, vivendo o instante presente com alegria e entusiasmo independentemente do que esteja a acontecer nesse mesmo momento.

Que mais podemos nós desejar para os nossos filhos?

Eu nada. Eu só quero que a minha filha se sinta incondicionalmente amada e carregue com ela todos os benefícios de tal para toda a sua existência.

E você?

Se concorda comigo, e tem ou vai ter um filho bebé, aprenda como o fazer desde o primeiro momento, pois crianças de diferentes idades sentem o amor de formas bem diferentes. E por vezes podemos ter um oceano de amor para dar mas isso não significar de todo que os nossos filhos o recebam.

Como fazer um bebé sentir-se amado?

Entre o período do nascimento e até pouco depois de um ano, um bebé sente-se amado quando está com aquele que deseja que o ame.

 

Durante o primeiro ano de vida de uma criança, sentir-se amado é estar com o seu ou seus vínculos principais. É ser carregado ao colo, sentir o cheiro de quem o cuida, escutar a sua voz e ver nos seus olhos e todos os seus gestos um convite à sua existência, um deleite por o ter por perto, hoje a para sempre.

Para um bebé ser amado é necessário estar em contacto com o seu cuidador através de um dos cinco sentidos de que a natureza nos dotou.

Repare que não refiro que um bebé para se sentir amado tem de estar sempre na presença da mãe. Não, a natureza não seria assim tão cruel a ponto de impedir a progenitora de ter alguma liberdade de movimentos. Existem cinco sentidos para serem explorados, e não apenas a visão e o tato.

Se precisa de deixar o seu filho com alguém a quem ele não está habituado, experimento deixar uma peça da sua roupa com ele, impregnada do seu cheiro. Se ele estar a acordar no berço, sem fome, frio, calor ou fralda suja, teste cantar para ele com amor.

Se ele está com dificuldades a adaptar-se à nova ama ou creche, ensaie deixar lá o leitinho extraído diretamente da sua fonte de alimento preferido ou a sopa feita por si que ele mais ama. E depois conte-me como corre!

Nada é mais valioso para um pai ou mãe do que proporcionar uma existência feliz, harmoniosa, segura e saudável, física e emocionalmente, aos nossos descendentes. E o ingrediente principal nada tem de secreto ou inacessível: Amor Incondicional.

Conforme a idade de uma criança ela compreende o conceito de ser amada de forma diferente.

Para um bebé ser amado é estar em contacto com os progenitores ou outros cuidadores 24 horas por dia. Mas esse contacto não implica presença física constante, embora esta seja de extrema importância.

Implica, sim, a ativação e conexão permanente e intercalada e um dos 5 sentidos tão sabiamente doados pela natureza.

 

Share this article

Comentários

  • Avatar
    Marta Andrade
    22 February, 2019

    O teu conhecimento e as tuas palavras são uma dádiva amiga! Bem hajas !e continua, pois tens tanto para dar a este mundo:) abraço-te!*

    • Márcia Carneiro
      Márcia Carneiro
      25 April, 2019

      Abraço-te de volta amiga! Um grande Bem haja para ti também pois tens sido uma fonte de apoio e inspiração!

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *